domingo, 22 de junho de 2008

Chega de Silêncio!


Uma salva de palmas aos distintos cidadãos que acabaram com o silêncio. Já estava na hora! Soltem todos muitos foguetes, dando altas gargalhadas, felizes porque já estamos livres desse hábito constrangedor. Ora, precisamos beber em honra desses homens que tiveram a feliz idéia de implantar um equipamento de rádio dentro dos transportes coletivos. São pessoas de mentes evoluídas, que perceberam que é preciso se comunicar, e que não há nada mais danoso para a civilização do que o silêncio.
.
Abracemos efusivamente o primeiro homem que teve a idéia de veicular notícias dentro dos ônibus. A abençoada inovação permite que saibamos tudo que está acontecendo no mundo de forma rápida e sem alterar a nossa rotina. De outra maneira, provavelmente jamais seríamos informados do que está se passando no mundo e seríamos verdadeiras amebas da sociedade da informação. Mas agora, podemos saber em detalhes toda a história da crise diplomática entre Brasil e Espanha, por exemplo. E tudo isso, no conforto do transporte coletivo, lugar que antes possuia muitas pessoas quietas, algo absolutamente desprezível.
.
Quando voltarmos da rotina de trabalho, aliviados e ansiosos por chegar em casa, entraremos num ônibus e poderemos ouvir todas as novidades sobre os recentes escândalos na política. Ficaremos sabendo de todos os gastos que vamos ter, e ainda ouviremos sobre todas as pessoas mortas em crimes envolvendo traficantes ou acidentes nas estradas. Ouviremos ainda uma discussão acalorada entre comentaristas esportivos, principalmente na segunda-feira, um dia depois que o nosso time perdeu. E tudo isso no lugar do simples cochilo e da auto-contemplação costumeira que acontecia quando voltávamos pra casa, antes de tamanho benefício ser implantado.
.
Parabéns aos ilustres homens, que certamente já estão preparando outra novidade para manter a sociedade sempre alerta e atenta para os acontecimentos que a cercam. Esses homens têm desempenhado papel fundamental na louvável missão de acabar com o silêncio. E segundo dizem, a próxima inovação será um sistema que mantenha a população informada mesmo quando estiver debaixo do chuveiro – porque ali também as pessoas têm o péssimo hábito de ficar pensando. E não duvidemos, que eles chegam lá, se Deus quiser.

Henrique Fendrich

Um comentário:

  1. Sua pena anda cadadia mais afiada, meu caro companheiro. Quase me deixei levar pela novidade fabulosa!! Mas eis que a pimenta está levemente salpicada, somente para quem aprecia! Ouvi dizer que felizes são os ignorantes, os desconhecidos da cultura, os a favor da vida sem notícias de um mundo que só existe quando estamos lá. Infeliz de mim, de nós, de quem escreve, de quem lê, de quem reflete. Caminho sem volta. Outra encarnação, talvez?

    ResponderExcluir

Para contato, o email é vidanacronica@gmail.com