domingo, 21 de fevereiro de 2010

Doçura

Marina Costa

Lua crescendo no céu, luz de mentirinha clareando a minha sala e quentinho sai do forno conforto pro meu estômago. Do lado, bem querença. Na frente, notícias repetidas na tv. Na minha cabeça, turbilhão de coisas, como sempre; sobre a segunda, a terça, o ano que vem e o próximo século. No coração, a vida pede para andar de carro de boi. Devagar, menina, ela sussurra. Cada hora de cada vez, ainda mais agora que o horário de verão não me rouba mais nenhum minuto. Vamos dormir, que a noite é longa, os sonhos estão em fila à espera de se apresentar e entre o deitar das estrelas e o sol se levantar, milhões de sensações ainda voarão pelo mundo. Muito sorriso ainda vai nascer. Muito suspiro por suspirar. Calma, que a vida vem!





Um comentário:

Para contato, nosso email é vidanacronica@gmail.com