quinta-feira, 8 de setembro de 2011

Plumbífero



Marina Costa



Na tabela fica a esquerda, mais em baixo. Lá em casa fica bem em cima da minha cabeça, principalmente às segundas, pela manhã... Ao longo da semana a tendência é entrar em estado de transformação. Conforme passam as feiras, vai do cinzento muito denso ao gasoso bem azulado. Acho que chamam isso de gaseificação. Não tenho muita certeza, afinal já se vão 10 anos de segundo grau. Que por sinal, deixou para mim coisas mais importantes do que nomenclatura de estados físicos. Químicos. Enfim, não concluí com méritos.
O fato é que, na sexta feira, após as 18 horas, já estou tal qual pluma, de tanta leveza. Mamãe diria que na verdade isso é certa falta de juízo carregando a responsabilidade para longe de mim. Papai falaria que eu preciso mesmo é estudar para um novo concurso e fazer carreira em uma grande empresa, visando ser ainda mais capitalista do que o mundo. E eu, dando de ombros, vendo o fim de tarde nas montanhas do curral, só quero saber das risadas soltas delas, dos casos aventureiros deles e do sabor bom de amizade fresca, única transformação possível do meu estado pesado em bolhas de sabão...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para contato, o email é vidanacronica@gmail.com