quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Karma Calma


 Quando a alma aperta o peito e a lágrima pensa em descer, o sorriso suspende a agonia de viver assim, sem saber direito pra quê. A apreensão continua, aflita, a buscar respostas mas o coração, sábio conhecedor do amanhã, acalma a mente… Bons ventos sempre vêm apagar a tormenta da incerteza. Como o sol do novo dia a esperança reacende. A vida pulsa para podermos morrer e renascer. A todo momento.
 
Marina Costa
 
Crônica originalmente publicada sobre o título de Calma Karma (sabe... quando a ordem dos fatores não altera o produto...) http://vidasetechaves.wordpress.com/2014/10/27/calma-karma/
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para contato, nosso email é vidanacronica@gmail.com