segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Novena

Vai às janelas todos os dias, logo após a reza das cinco, banhada e florida, confiante em seu santo de devoção a quem a prece é dirigida. Sorridente, fica a esperar seu presente de boa moça de família… que passa sempre acompanhado daquelas que não têm tão boa fama assim.
Indulgente e dissoluta, se retira carrancuda para a cama, praguejando contra o terço o recente desapreço pela sua fé. É nos sonhos infindos, de filhos fortes e uma casinha sob a luz da lua, que restabelece a esperança de sua função nessa vida de mulher: manter no mundo a crença no amor.
 
Marina Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para contato, o email é vidanacronica@gmail.com