quinta-feira, 30 de julho de 2015

Palavras Escovadas

 
 
"São tempos difíceis para os sonhadores", é o que diziam para a mocinha melancólica do filme bonito. Do lado de cá da tela a mente dela alçou voo com uma pontada de dor no coração. Pois sabe sim que são. Mas entre uma dobra e outra da vida dura, entre um ontem muito longe e um amanhã de utopia, ela consegue enxergar no espelho alguém que sonha como ela. Juntos, em uma manhã amarela, escovando os dentes com escovas laranja entre risos rosados com sabor de canela. O gato mia e a acorda do devaneio. Ao seu lado, a realidade sorri para ela. 
 
Marina Costa

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Quadrilha

Imagem: http://indulgy.com/post/qQhTkJpJ52/girl-exploding

Cabem em minhas mãos pouco ou nada para carregar visto que o peso de outras mãos me aterroriza com a ideia de que me afundam em mim. Finjo desprendimento, ensaio certo desdém, para fazer acreditar que de mim nada terão. Mas por dentro todos me consomem, cada um à sua maneira tão preciosa, arrancando sem compaixão um naco ensanguentado do meu músculo a bater. E é assim que aos poucos, por todos, me despedaço.
 
Marina Costa

domingo, 5 de julho de 2015

Por minha cabeça


Sempre esperando. Ouvindo, cheirando. Olhando, hora ressaquiada, em outras encantada, os lábios que se mechem, seus olhos que inspiram, o ar que expirado forma imagens na minha frente, me faz viajar anos luz em segundos sem nem mesmo me mover. Enquanto te ouço, te respiro, te dispo da sua casca humana para achar o sopro divino, você me inebria com as possibilidades todas que passam pela minha cabeça. Que está a prêmio.
 
Marina Costa